Jejum intermitente: cinco benefícios

O jejum intermitente é um dos métodos de alimentação mais buscados por quem deseja queimar gordura sem perder massa magra. A técnica intercala horas de abstinência alimentar com momentos de alimentação correta. Seja 8h, 16h, 24h ou mais o tempo definido para ficar sem comer, sempre é permitido ingerir líquidos não calóricos, como água, chá e café, todos sem açúcar.

SAIBA MAIS: Descubra o que é ser Userfit

Quando bem orientada, esta prática preserva nossa saúde e aumenta a qualidade de vida. Isto porque permite ao corpo reciclar nutrientes, fortalecer a imunidade, equilibrar o metabolismo e melhorar o desempenho físico e mental.

Confira a seguir cinco principais benefícios de praticar jejum intermitente.

1 – Emagrecimento

Talvez este seja o benefício que mais chama a atenção de quem busca o jejum intermitente, principalmente porque não exige a restrição do consumo de calorias. Já que ficamos longos períodos sem comer, o corpo inicia um processo de reparação celular. Assim, libera hormônios que queima a gordura acumulada.

SAIBA MAIS: Transforme gordura em massa magra

beneficios do jejum intermitente3

2 – Coração mais saudável

Com a correta orientação, as horas sem ingerir alimentos podem reduzir vários fatores de risco para doenças do coração. Entre eles, pressão arterial, glicose, triglicerídeos e colesterol.

3 – Menos inflamações

A alimentação incorreta causa estresse oxidativo no organismo e deixa o corpo mais vulnerável ao surgimento de doenças. Com o jejum intermitente, aumentamos a imunidade e reforçamos a proteção celular, o que reduz também a possibilidade de contrair inflamações.

4 – Longevidade

Uma das vantagens que mais chamam a atenção de quem pratica o jejum intermitente é a possibilidade de estender o tempo de vida. Com a reprogramação do metabolismo, maior resistência ao estresse e mais saúde, você ganha em qualidade de vida.

beneficios do jejum intermitente2

 

5 – Cérebro mais saudável

Praticar o jejum de forma intermitente também contribui para sua saúde cerebral. Além de aperfeiçoar as funções metabólicas, contribui para o crescimento de novas células nervosas que protegem dos danos neurológicos.

Quem não pode fazer jejum intermitente

Mesmo com vários benefícios, é preciso saber se a prática é indicada para você. Existem alguns grupos de pessoas que não podem adotar este procedimento, pois correm o risco de prejudicar sua saúde. Confira quais são:

– Crianças;

– Idosos;

– Gestantes;

– Pacientes com insuficiência renal;

– Diabéticos;

– Pacientes com infecções ou sistema imunológico deficiente;

– Pacientes anêmicos;

– Pacientes em uso de medicações controladas.

PROFISSIONAL: FAÇA SEU CADASTRO USERFIT AGORA

Para garantir que seu organismo absorva cada um dos benefícios citados acima, é preciso seguir as instruções de um bom profissional. Por isso, antes de iniciar a prática, consulte um nutricionista qualificado e peça orientações.

Nenhum comentário

Deixe um comentário